Pesquisadores do ES apresentam projetos de excelência em Seminário

FAPESO Programa de Apoio a Núcleos de Excelência (Pronex) tem como objetivo o apoio financeiro a projetos de pesquisas científicas, tecnológicas e de inovação

Após cerca de 30 meses de estudos em desenvolvimento, chegou a hora dos pesquisadores de Instituições de Ensino e Pesquisa do Espírito Santo, contemplados com recursos financeiros para desenvolvimento dos trabalhos, apresentarem os resultados finais das suas pesquisas. As apresentações terão início nesta segunda-feira (20) durante o Seminário de Avaliação e Acompanhamento do Programa de Apoio a Núcleos de Excelência (Pronex).

O Seminário do Pronex é uma das etapas finais de avaliação de pesquisas desenvolvidas por grupos de excelência do Espírito Santo, selecionados em três editais conjuntos entre a Fundação de Amparo à Pesquisa do Espírito Santo (Fapes) e o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). O evento contará com a presença de seis consultores especialistas de Instituições do Brasil e representantes do CNPq, que avaliarão as metas alcançadas.

O seminário será realizado nesta segunda (20) e terça-feira (21) no Hotel Quality, unidade Aeroporto, das 8 às 18 horas. E na quarta-feira (22) serão realizadas visitas técnicas a alguns projetos desenvolvidos em Vitória e no município de Marilândia.

Pronex

O Programa de Apoio a Núcleos de Excelência (Pronex) tem como objetivo o apoio financeiro a projetos de pesquisas científicas, tecnológicas e de inovação, visando dar suporte a grupos de pesquisas com excelência reconhecida ou novos grupos. O Programa é uma iniciativa do CNPq em parcerias com Fundações de Amparo a Pesquisa, que financiam em conjunto, o desenvolvimento de pesquisas de grande destaque em todas as áreas do conhecimento, gerando produtos que repercutem no âmbito nacional e internacional.

No Espírito Santo, o Pronex celebrou o primeiro convênio com o CNPq em 2005. Até 2013, foram 21 projetos apoiados no programa, totalizando cerca de R$ 12 milhões de investimentos, com projetos que variam de 450 a 950 mil reais cada.

“O Pronex tem impulsionado o desenvolvimento de pesquisas em rede, a formação de intercâmbios interinstitucionais e o desenvolvimento de pesquisas inovadoras, destacando a pesquisa que é desenvolvida no Estado no âmbito nacional e internacional”, explica o diretor presidente da Fapes, Anilton Salles Garcia.

“A visibilidade das pesquisas desenvolvidas e das instituições capixabas aumentou substancialmente nesse período. O Pronex é considerado como um caso de sucesso no Espírito Santo. Há a previsão de investimentos de mais 6 milhões pelo CNPq e a FAPES para os próximos dois anos no PRONEX”, destaca o diretor.

Confira a reportagem completa em: http://admin.es.gov.br/scripts/adm007_1.asp?p=104182

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s